A ideia do marketing e das vendas é brincar com a psicologia dos consumidores. Em qualquer campanha, esforços devem ser feitos para torná-la tão influente que a tomada de decisão do cliente é totalmente a favor da empresa.

Existem alguns truques para manipular a mente dos consumidores, que podem ser utilizados não apenas por vendedores comuns, mas podem ser usados ​​por empresas maiores. Embora eles sejam usados ​​sem saber, não há setlist.

A troca mútua é o primeiro e poderoso truque. A empresa pode começar dando algo de graça para o cliente. Ele o fará pela primeira vez, mas da próxima vez ele se sentirá obrigado e tentará retribuir o favor. Oferecer o produto gratuitamente inicialmente pode fazer isso. E se o cliente estiver satisfeito com o produto, ele o comprará da próxima vez. Alguns vendedores se confundem com esse princípio. Por exemplo, é ineficaz e errado, de acordo com este princípio, citar “Gastar mais de US $ 25 e obter uma camiseta grátis”. A oferta não é gratuita; o cliente tem que gastar algo para obter o produto gratuito. O produto a ser dado deve ser totalmente livre, sem qualquer condição a ser cumprida. Por exemplo, a linha “Obter o último tom de batom absolutamente livre” fará o truque. Se a sombra for realmente boa, eles comprarão na próxima vez e podem até pensar em comprar outros tons de batom.

O próximo truque é apresentar algo de alto valor, mas a empresa deve incorrer apenas em pequena ou nenhuma quantidade na produção, como informações. Pode tentar o cliente dizendo que a informação fornecida a eles é um grande segredo de tempo e não é conhecida por ninguém. Mas alguns atrapalham, dizendo que estão fornecendo informações muito valiosas, mas acaba sendo outra propaganda.

Outro exemplo é dar amostra grátis para os clientes-alvo. Novamente, o erro cometido aqui é que as empresas distribuem amostras de baixa qualidade ou produtos rejeitados. Isso certamente diminui a preferência dos clientes em relação ao produto, e ele presumirá que é assim que o produto é na verdade e não vai comprá-lo.

Use palavras que iniciam ação imediata, como “Oferta por tempo limitado”, “Oferta que termina em breve” e “Oferta até o estoque durar”, são realmente motivadoras. O cliente tem a impressão de que a oferta terminará muito em breve, uma vez que os produtos são de edição limitada e ele deve sair e comprá-lo na primeira chance. Isso funciona bem, especialmente com clientes que têm interesse em colecionar antiguidades, colecionáveis ​​e qualquer coisa que não esteja facilmente disponível.

Enganar o cliente ao assumir um compromisso é outro bom método para aumentar as vendas. O truque é fazer com que o cliente dê pequenos passos em direção ao objetivo, sem perceber. Como quando o cliente solicita alguma informação, forneça-lhe as informações relevantes gratuitamente e faça-as preencher um formulário e obter informações de contato delas. Isso é como se comprometer a obter ofertas e informações sobre produtos no futuro. Não anuncie nesta etapa. Na próxima etapa, anúncios sobre produtos e serviços podem ser enviados ao cliente para o endereço fornecido por eles. A realização de pesquisas é outro exemplo.

A loteria é outro bom método. Quando uma pessoa compra um bilhete de loteria, ele preenche seu endereço no bilhete. Essas informações podem ser usadas para entrar em contato com o cliente no futuro. Nas práticas acima, é muito importante não anunciar na primeira etapa. Somente depois de receber as informações de contato do cliente, os e-mails promocionais devem ser enviados para ele. Longos anúncios que são apresentados no jornal são uma pequena virada para este truque. Se o cliente investe tempo para ler todo o anúncio, ele se comprometeu e certamente responderá ao anúncio.